Mandioca apodrece na terra para reduzir prejuízos de agricultores do PR

Valor pago pela raiz teve queda de 57%, de janeiro a dezembro de 2014.
Em janeiro de 2015, o preço da mandioca ainda caiu mais 15%.

 

O preço da mandioca despencou no Paraná nos últimos meses, com isso, muitos agricultores estão deixando a raiz na terra.

O agricultor Henrique Duenha já está há mais de quatro meses sem colher. Deixar a produção no solo é uma escolha difícil, mas segundo o agricultor necessária para que os prejuízos sejam menores. No total de mil hectares plantados com a raiz, em Icaraíma, região noroeste do Paraná,  ele colheu menos de 150 hectares.“Custo de doze mil reais por hectare, agora a gente tá tirando em torno de oito a nove mil reais por hectare”, declara.

Essa opção será mantida enquanto os preços não subirem, com isso, a mandioca começa a apodrecer no solo. “Conforme ela vai apodrecendo, ela vai secando porque ela está bem superficial", explica

Segundo a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná, o valor pago pela mandioca caiu de forma acentuada no ano passado. Em janeiro, a tonelada era vendida por R$ 515 reais. Em dezembro, o preço chegou a R$ 219, uma queda de 57%.

A explicação para a baixa foi a maior oferta da raiz no mercado. Em 2014, a área plantada com mandioca no Paraná foi de 165 mil hectares, 5% a mais que na safra anterior, e o volume total da produção cresceu 7%, chegando a 4 milhões de toneladas. Outro fator é que a região nordeste reduziu a compra da mandioca produzida no estado.

"Nos anos de 2012, 2013, nós tivemos uma grande demanda de farinha pra região nordeste. Em função da seca que ocorreu lá, houve uma grande produção de farinha no estado do Paraná, que foi enviada para abastecer a região nordeste. Estimulou o plantio, tanto em 2013 como em 2014. Está culminando agora com uma oferta maior, e o fato de que o nordeste está sendo autosuficiente", explica Ivo Pierin, diretor da Associação dos Produtores de Amido Mandioca.

Em janeiro, o preço da mandioca ainda caiu mais 15%. A tonelada fechou a semana valendo, em média, R$ 187.

Fonte: G1 | 03/02/2015