Um novo ciclo de desenvolvimento Para o Paraná e o Brasil

Além de ser uma das principais bases alimentares do planeta, a mandioca é está presente em setores importantes da economia como a indústria do petróleo, papel e celulose, farmacêutica e outros.

Considerando apenas 2014, a indústria brasileira de fécula gerou 3,34 mil empregos diretos. Por ser tão essencial em tantas áreas, a evolução do setor deveria ser muito mais intensa. A FIMAN – Feira Internacional da Mandioca, surge para catalisar e envolver todos os integrantes desta cadeia produtiva, impulsionando o crescimento do setor dentro e fora do Brasil.

A FIMAN - Feira Internacional da Mandioca será o cenário ideal para unir forças, integrar o setor e identificar novos rumos para enfrentar e vencer seus desafios. Em seus 3 dias de funcionamento, estabelecermos uma agenda comum, a partir da troca de experiências, tecnologias, parcerias e caminhos para um mercado cada vez mais abrangente em todo o mundo.

O momento e o lugar certo

O Paraná é o maior produtor de fécula no Brasil. E Paranavaí é o
 maior polo produtor de mandioca para fins industriais e referência mundial de produtividade e qualidade. Dessa forma, o município foi uma escolha natural para receber a primeira edição da FIMAN

Fonte: Fiman | 20/04/2016